Pular para o conteúdo
Início » Blog » Dieta para o Coração

Dieta para o Coração

Dieta e Coração: o melhor remédio para a sua saúde é uma boa alimentação.

O coração funciona como uma bomba muscular que ejeta sangue para todo o corpo e para os pulmões. Por isso esse órgão é de grande importância para funcionalidade de outros órgãos. Por exemplo, o cérebro pode sofrer grandes danos se ficar cinco minutos sem oxigênio.

Uma Condição Mortal sem uma Dieta para o Coração

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, no Brasil são mais de 1.100 mortes por dia, cerca de 46 por hora, 1 morte a cada 1,5 minutos (90 segundos) relacionadas com as doenças Cardiovasculares. Muitas dessas mortes poderiam ser evitadas se as pessoas mudassem os seus hábitos alimentares e eliminassem alguns vícios.

Um dos melhores meios de se prevenir as doenças Cardiovasculares é ter o hábito da alimentação saudável. Em Dieta para o Coração você fica por dentro de quais alimentos naturais pode ajudar você remover o colesterol ruim e os radicais livres, bem como aprenderá sobre os alimentos que são verdadeiros venenos para o seu Sistema Cardiovascular.

Com a pressa da atualidade nós comumente ingerimos alimentos processados e que são mais fáceis de fazer. No entanto, embora você já saiba, essa facilidade pode custar um alto preço com diagnósticos adversos ao sistema cardiovascular.

Infelizmente a cada dia mais e mais pessoas estão enfrentando problemas cardiovasculares simplesmente por ingerirem em excesso alimentos processados e com altos teores de sódio, açúcares ou gorduras saturadas e trans.

O objetivo aqui é demonstrar a você outra via, onde você pode adotar uma dieta rica em nutrientes que são comprovadamente úteis para a melhor funcionalidade do coração. Além do mais saber evitar alguns alimentos que são verdadeiros tóxicos para o seu corpo.

O que evitar em uma Dieta para o Coração?

Gorduras

Quando você assume a responsabilidade de fazer uma dieta para o bem do seu coração, haverá algumas dicas a seguir para eliminar de sua vida alimentos tóxicos para o seu organismo. Portanto, nomes como gorduras saturadas, trans, excesso de sal e açúcar também devem ser considerados como vilões da sua saúde.

Dessa forma, alguns estudos demonstraram que há evidências científicas que indicam que a ingestão de uma dieta rica em gorduras trans está relacionada a uma maior incidência de doenças cardiovasculares. Assim, um dos motivos que isso ocorre é devido pelo elevado consumo deste tipo de gordura. Ela é ingrediente básico para a fabricação de diversos produtos oferecidos pela indústria alimentícia, bem como, pela busca da praticidade e comodidade oferecidas para o preparo das comidas feitas às pressas.

Sal e hipertensão

A hipertensão é uma das maiores causas de mortes por todo mundo e isso resulta mediante a ingestão exagerada de diversos alimentos. Além disso, a obesidade, o fumo, diabetes melito, inatividade física e problemas congênitos favorecem ainda mais a hipertensão. Dos vários alimentos que podem prejudicar a sua condição cardiovascular, identifica-se o sal de cozinha (cloreto de sódio – NaCl). Dessa forma, o sal age no coração aumentando a pressão sanguínea e ele é inserido em diversos alimentos industrializados. Assim, esse alimento é, portanto, um dos maiores causadores da hipertensão quando consumido em abuso.

Embora as pessoas conheçam os males do sal e gorduras, muitos se deliciam com petiscos fritos e ricos em sal, ou ainda alimento processado. Portanto não é coincidência admitir que o Infarto e o acidente vascular cerebral, conhecido também como derrame, são os maiores responsáveis por mortes em todo o mundo.

Manter a Pressão arterial estável é a melhor escolha para evitar algo drástico como os citados acima ou ter que passar o resto da vida sobre efeitos de medicamentos.

Açúcar

A diabetes tipo 2 já é uma epidemia em várias partes do mundo. Essa doença se relaciona intimamente com o modo de vida das pessoas, ou seja, se se preocupam com a dieta saudável e fazem exercícios. Portanto, a Diabetes 2 resulta de dietas com alta concentração de glicose e pela inatividade física.

Dessa forma, pessoas que apresentam sobrepeso ou obesidade podem desenvolver diabetes em uma condição 3 vezes maior do que indivíduos que estão dentro do peso normal.

Dietas feitas à base de fast-foods e altas calorias são condições ideais para levar a pessoa ao excesso de peso. Assim, essas pessoas estarão propícias também ao desenvolvimento da diabetes tipo 2.

Infarto Agudo do Miocárdio

Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, a maioria das mortes por Infarto Agudo do Miocárdio (IAM) ocorre nas primeiras horas de manifestação da doença. Dessa forma, sendo 40%-65% dos casos na primeira hora e, aproximadamente, 80% nas primeiras 24 horas 1-3. Portanto, a maior parte das mortes ocorre antes que os indivíduos cheguem ao hospital por IAM acontece fora do ambiente hospitalar, geralmente desassistidas pelos médicos.

Um mal quase inevitável quando surge, o infarto é caracterizado como o desequilíbrio entre oferta e demanda de oxigênio e nutrientes pelo miocárdio, podendo gerar necrose celular. Assim a causa mais aparente é que ocorre a ruptura da placa ateriosclerótica, processo que expõe os componentes trombolíticos facilitando então a ativação, aderência e adesão plaquetária, com a consequente formação do trombo.

Dessa forma não é preciso supor, mas sim deduzir de modo simples que a alimentação é um dos principais fatores e que está intimamente relacionada com a saúde do seu coração. Portanto condições como a aterosclerose, que compreende no acúmulo de placas gordurosas e cálcio na parede mais interna dos vasos sanguíneos. Assim, a formação dessa placa gordurosa denominada ateroma impede a passagem do fluxo sanguíneo e o tecido do coração sofre por falta de oxigênio e nutrientes. Isso é a condição para o que chamamos de infarto ou acidente vascular.

Quais dietas mantêm o seu coração saudável

Para saber quais tipos de alimentos são ideais para o seu coração, é preciso analisar dietas que são eficientes em outras partes do mundo. Assim, muito do que os nutricionistas definem como alimentação saudável partiu de observações do modo de como alguns povos se alimentam. Por exemplo, a dieta do Mediterrâneo geralmente inclui doses moderadas de vinho, azeite, peixes e derivados do leite.

Os italianos, que compreende uma das populações do Mediterrâneo, sempre parecem que estão com os seus pesos ideais, embora comam muitas massas. Esse povo geralmente tem dietas ricas em carboidratos, mas ao mesmo tempo os seus alimentos são naturais e livres de conservantes.

Fitoquímicos

Os fitoquímicos atuam no organismo com a prevenção do câncer e de outras doenças degenerativas. Além do mais possuem propriedades antioxidantes e modulação hormonal, dentro outras funções.

Dessa forma, você pode consumir alimentos que se destacam na concentração de fitoquímicos. Dentre eles, alface, alho, alho-poró, berinjela, beterraba, brócolis, cebola, cebolinha, cenoura, couve, damasco, espinafre, goiaba, kiwi, laranja, mamão, melão, melancia, repolho, salsa, soja, tomate.

Livro alimentos Naturais para o Coração
Conheça mais sobre Alimentos Naturais para a Saúde do seu coração

1 comentário em “Dieta para o Coração”

  1. Pingback: Dieta para o Coração - Dicas para...

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.